Sacerdote do candomblé, do terreiro Ylê Omi Oju Aro, e filho da Yalorixá Mãe Beata de Iemanjá, “Mestre” Aderbal é músico, ativista ambiental e produtor, integrante do Treme Terra Esculturas Sonoras (31a. Bienal de São Paulo, 2014). Premiado pelo IPHAN, coordena desde 1992 a Omo Aro Cia Cultural, rede afro-ambiental voltada para o resgate e manutenção do complexo cultural dos povos tradicionais de terreiros.

Entre suas diversas participações, destacam-se: a ECO 92, quando começou a coordenar o projeto OKU ABO, Educação Ambiental para Religiões Afro-brasileiras, o Fórum de Espiritualidade e Sustentabilidade da Água (Taiwan e China, 2004), o 9º Congresso Mundial de Tradição e Cultura de Orixá (UERJ, 2005) e o I Seminário contra o Racismo Ambiental (UFF, 2006).

FACEBOOK