Festival Percurso Edição de 2015

O Festival Percurso de 2015 foi parte do processo de articulação do Projeto REDES – Rede de Empreendimentos Culturais Solidários da Zona Sul de São Paulo, que teve como proposta fortalecer empreendimentos de economia solidária, executado pela União Popular de Mulheres (UPM).

A segunda edição do evento aconteceu na região do Campo Limpo, teve mais de 12 horas duração e contou com todas as atividades do primeiro evento, mas nessa edição o espaço foi maior e a Feira Solidária ganhou três ambientes novos, além da presença dos Guaranis e Povos de Matriz Africana, fortalecendo e expandindo o tema: “Juventude periférica gerando renda, trabalho e desenvolvimento local”.

Na estrutura do festival houveram dois palcos, com atividades sequenciais. No primeiro apresentações de MV BILL e MILA CDD, Eliane e Lima, Aláfia, Fino Du Rap (lançando novo CD “Mix Tape Quixote”), DJ Zinho Trindade, Amanda Negrasim e convidadas, e a banda da casa Preto Soul. Além da atração tradicional Xondaro – Coral Guarani da Aldeia Tenondé Porã. No segundo: animando as picapes DJ TANO do Z’África Brasil, Núcleos de Convivência de Idosos, Ballet Capão Cidadão, Forró da Garoa, Zuleika e Banda, OpaniJazz e Funk de Grife.

Os moradores da região também contaram com intervenções culturais na rua, tais como: Rua do Funk, O Menor Sarau do Mundo, Verso em Versos e Sarau do Pow, Kombi do Rap, Jazz na Kombi, exposição internacional, prestação de serviço de ótica, saúde, beleza, alimentação, apoio ao trabalhador, biblioteca móvel, ônibus da mulher. 

Além disso, no Festival foram expostos e comercializados serviços e produtos dos empreendimentos econômicos solidários que fazem parte da “Rede de Empreendimentos Culturais Solidários da Periferia Urbana da Zona Sul de São Paulo”. Com artes, artesanato e gastronomia somando mais de 100 empreendimentos.